Clube da Aposta Clube da Aposta menu  

Os Axiomas de Zurique e as apostas esportivas

Autor
Por Roberto Tavares

Faça parte da maior comunidade de apostas on-line do Brasil

Os Axiomas de Zurique de Max Gunther são uma referência às táticas utilizadas pelos banqueiros suíços para obter sucesso no mercado financeiro. Apesar de o livro tratar de especulações da Bolsa de Valores, podemos perfeitamente adaptar o conteúdo ao nosso mundo. “Papéis” são para nós, Odds e alguns dos Axiomas se encaixam como uma luva para punters e traders. O livro contém 12 grande Axiomas e 16 Axiomas menores. Vamos falar sobre eles =)

Os Axiomas de Zurique e as apostas esportivas

Um Grupo De Banqueiros E Empresarios Suicos Resolveram Ganhar Dinheiro Investindo

“Após a Segunda Guerra Mundial, um grupo de banqueiros e empresários suíços resolveram ganhar dinheiro investindo em várias frentes, de ações a imóveis, de mercadorias a moeda. Eles ganharam muito e se tornaram um dos povos mais ricos do planeta. Neste livro estão as regras infalíveis que estabeleceram para diminuir os riscos enquanto aumentavam cada vez mais os lucros.

A expressão axioma tem dois significados possíveis, segundo o livro. O filosófico, que define o termo como a premissa imediatamente evidente que se admite como verdadeira sem exigência de demonstração, e o lógico, que define axioma como a proposição que se toma como verdadeira porque dela se podem deduzir as proposições de uma teoria ou de um sistema lógico ou matemático.

As indicações do livro funcionam como o segundo tipo, como dogmas que devem ser seguidos à risca por quem pretende acumular rentabilidade. Neles, o leitor encontrará a chave para investir com sucesso – À moda suiça.” Fonte Wikipédia

O Primeiro Grande Axioma – Do Risco

O Primeiro Grande Axioma – Do RiscoO Primeiro Grande Axioma diz que “preocupação não é doença, mas sinal de saúde. Se você não está preocupado, não está arriscando o bastante”. Este Axioma traz uma reflexão muito interessante sobre os riscos assumidos ao adotarmos uma posição no mercado. Pode ser em Back, ou em Lay. O que o Axioma diz é que a preocupação está embutida no risco, mas que sem risco, as chances de obtermos sucesso é nula. Só se torna rico quem arrisca, e quem arrisca assume o estado de preocupação constante. Max Gunther diz que a preocupação é o tempero da vida e que depois de prova-lo, torna-se impossível viver sem ele.

Dentro do Primeiro grande Axioma nós encontramos dois Axiomas Menores. O Primeiro Axioma Menor tem o título “Só aposte se valer a pena” e nele encontramos logo de cara a frase “só se deve apostar o que se possa perder”. De certa forma o autor contradiz a tão conhecida frase, dizendo que se você não está disposto a se machucar, tão pouco se tornará bem sucedido. Porém, há que se tomar cuidado, pois apesar de o mercado financeiro ter diversas semelhanças com o trading e as apostas esportivas, nem tudo é exatamente igual. Gunther conta neste Axioma a história de um investidor que era conhecido pelo seu alto nível de risco. Em certas situações, caso as coisas corressem mal, ele poderia perder 50% do seu capital da noite para o dia. Bem… no trading e nas apostas não é tão difícil que isso aconteça, não é? Assim como podemos dobrar a banca da noite para o dia, podemos quebrar na mesma velocidade. Portanto, nada de sair por aí dando all in naquele paplite que você acha de muito valor, ok?! Apenas use a inteligência e assuma riscos onde vale a pena.

O Segundo Axioma Menor diz: “resista à tentação das diversificações”. Este Axioma é mais voltado ao mercado da bolsa de valores, mas também traz ensinamentos para nós, traders e punters. É normal que no início busquemos vários mercados, equipes e campeonatos para investir, mas depois de conhecer os princípios básicos das apostas, mantenha o foco. Concentre-se em um ou dois mercados, em poucos campeonatos e em poucas equipes. Dentro disso, lembre-se do Segundo Axioma Menor: “só aposte quando valer a pena”. Sair por aí fazendo Backs e Lays em mercados e equipes que você não conhece achando que por diversificar você está protegido é um erro enorme. Você não só poderá perder capital, como também desperdiçará a chance de aprimorar a sua forma de trabalho e realmente ganhar dinheiro.

O Segundo Grande Axioma – Da Ganância

O Segundo Grande Axioma Da GananciaAh a ganância. A tão conhecida ganância! É por aí que muitos de nós perdemos o controle. O Subtítulo deste Axioma é “realize o lucro sempre cedo demais” e para apoiar esta frase, deixo pra você o artigo sobre a Prospect Theory. Resumidamente, não espere que a Odd assuma o topo (se estiver em Lay), ou o fundo (se estiver em Back). Quem mantêm o risco esperando por migalhas está mais propenso ao fracasso do que ao sucesso. Há que se atentar, porém, que não se pode cortar um trade de sucesso cedo demais. Em muitos casos, temos que deixar correr por certo tempo, pois é daí que surgem os grandes lucros. O que o Segundo Grande Axioma adverte é que no momento em que alcançamos o objetivo, ou que o mercado já pagou o que deveria pagar, fechar a posição é sempre a melhor escolha. Da mesma maneira, cortar pela raiz um trade que está fadado ao fracasso é fundamental para que os bons resultados apareçam. Ser otimista em momentos de perda é uma grande armadilha.

O Terceiro Axioma Menor, que está dentro do Segundo Grande Axioma (pode ser um pouco complexo entender a estrutura do livro. Recomendo que você leia! Ele é fininho e como diria a minha avó, é “daqueles que não param em pé”) diz que “entre no negócio sabendo quanto quer ganhar; quando chegar lá, caia fora”. A frase é bem óbvia, mas uma das observações deste Axioma chama a atenção. Veja só o trecho que destacamos:

“Há outro fator, porém, que contribui muito para essa dificuldade da maioria, talvez de quase todo mundo; é o fato peculiar de que, se uma especulação dá certo e a fortuna do especulador cresce, a posição recém-atingida vira posição inicial.

Digamos que você começa com 1.000 dólares. Aplica-os dando certa garantia, numa especulação com prata. O palpite funciona e, um ano depois, você está com 2.000 dólares. Dobrou o seu dinheiro. Beleza. Se conseguisse isso todo ano, breve estaria milionário.

O problema, porém, é que não parece ser a beleza que é. Pelo contrário: de repente você já está achando que esse dinheiro é seu por um mérito qualquer. A tendência é que passe a encará-lo assim, principalmente se o ganhou devagarinho, ao longo de um ano, e não uma bolada, de uma só vez. Em lugar de dar pulos e dizer, “epa, dobrei a minha grana!” ou “olha só, estou com uma milha que não tinha antes!”, a sensação é de que sempre teve aquele total. Os 2.000 não parecem ser a sua posição ao final. A sensação é que se trata de uma nova posição inicial. Graças a isto, não vai ser fácil cair fora de tal operação”

É fácil perceber como isso pode nos afetar. Portanto, siga o conselho de Gunther: “Feche cedo demais”. Além disso, não se desespere quando depois de fechar uma posição, a odd continue a se movimentar à favor da antiga posição. No curso A Bolsa na Cabeça, de Bo Williams (que inspirou o artigo sobre a Prospect Theory), o tutor diz que gosta de se ver como uma águia. Antes do ataque esta ave se mantém imóvel, esperando uma oportunidade para agarrar a sua presa. Quando a oportunidade aparece, a águia mergulha, pega a caça e se alimenta. É isso o que precisamos fazer! Precisamos analisar o mercado, encontrar a oportunidade, agarrar com todas as forças e dar um fora!

O Terceiro Grande Axioma – Da Esperança

O Terceiro Grande Axioma Da EsperancaO subtítulo deste Axioma é “quando o barco começar a afundar, não reze. Abandone-o”. Seguindo a mesma linha de raciocínio, encontramos o Quarto Axioma Menor, que diz: “aceite as pequenas perdas com um sorriso, como fatos da vida. Conte incorrer em várias, enquanto espera um grande ganho”. Adotar uma posição ativa no mercado é fundamental para que possamos cumprir a cartilha deste Axioma (e também do Axioma Menor), pois ao detectar uma posição perdedora, devemos fechar posição sem medo de se arrepender. Existem muitas situações em que depois de sair do mercado, algo acontece a favor da antiga posição, o que nos deixa incomodados. Porém, ao fazer sempre a coisa certa, o trem nunca sai do trilho. A Advertência sobre esse axioma, é que existem algumas situações em que vale a pena “esperar mais um pouquinho”. Digamos que você esteja Back à uma equipe que massacra em campo. Você havia determinado que sairia do mercado com 10% de perda e vê a Odd subindo, subindo, subindo… Porém, o que se passa em campo é evidente. As chances da equipe marcar são mesmo muito grandes. Esse é o momento de reajustar o ponto de referência (vide artigo Prospect Theory) e assumir mais alguma perda, afim de ser premiado com um grande lucro. Ajuste o ponto de referência à todo instante. Já chegou ao limite ou a equipe que você está em Back cessou o massacre? É hora de fechar.

O Quarto Grande Axioma – Das Previsões

O Quarto Grande Axioma Das PrevisoesSubtitulado “O comportamento do ser humano não é previsível. Desconfio de quem afirmar que conhece uma nesga que seja do futuro”, o Quarto Grande Axioma diz que não devemos confiar em previsões com base no histórico passado. É verdade que para o nosso mundo, isso serve muito mais para traders, do que para punters. O autor diz que “o especulador de sucesso não baseia suas jogadas no que, supostamente, vai acontecer; ele reage ao que realmente acontece”. Todos nós imaginamos o que pode acontecer, mas deixar que a nossa imaginação influencie na tomada de decisão é uma péssima escolha. Observe, analise e reaja. O Quarto Grande Axioma é um tapa na cara dos tipsters baseados no “nada”. Deixemos que o livro fale:

“Às vezes eles estão certos, é lógico, e é isto que os torna tão perigosos. Depois de passar alguns anos bancando o profeta, qualquer um deles é capaz de, orgulhosamente, exibir meia dúzia de palpites que deram certo. ‘Fantástico!’, todo mundo exclama. O que nunca aparece na publicidade do profeta é a lista de todas as vezes que ele errou.

‘É fácil ser profeta’, disse, certa vez, o conhecido economista Dr. Theodore Levitt, na Business Week. ’Você faz 25 previsões, e depois só comenta as que deram certo.’ Nem todos os magos são assim tão francos, mas, na intimidade, todos concordariam com a fórmula do sucesso do Dr. Levitt. Economistas, especialistas em mercado, oráculos políticos, videntes, todos sabem de cor a regra básica: se não consegue prever certo, preveja muito .”

O Quinto Grande Axioma – Dos Padrões

O Quinto Grande Axioma Dos Padroes

Para reforçar esse Axioma (e também para não tornar esta análise longa demais), deixo aqui respectivamente o Quinto, Sexto, Sétimo e Oitavo Axiomas Menores: “Cuidado com a armadilha do Historiador.” “Cuidado com a ilusão do Grafista.” “Cuidado com a ilusão de Correlação e a ilusão de Causalidade.” e “Cuidado com a Falácia do Jogador.”

Trazendo o Axioma e seus Axiomas menores para o nosso mundo, é como se sempre que uma Odd chegasse à cotação “x”, ela deveria seguir para a cotação “y” em “z” tempo. Ou que, sempre que determinada equipe joga sem “x” jogador, ela perde as suas partidas. É a famosa receita de bolo, que vez ou outra dá certo, mas que a longo prazo costuma ser desastrosa. Advertimos que é sim necessário ter alguns conhecimentos técnicos para operar na bolsa esportiva (existem campos onde há mais resistência, e outros mais fluidez), porém, não trate isso como uma regra. Destacamos um dos trechos do resumo deste Axioma:

“Seu monólogo interior deve ser mais ou menos assim: ‘Tudo bem, fiz o meu dever de casa o melhor possível. Acredito que estou apostando numa boa, e que vou ganhar. Porém, como não consigo controlar todas as casualidades capazes de afetar o meu dinheiro, sei que são grandes as minhas possibilidades de estar errado. Portanto, permanecerei atento, pronto a saltar na direção que os fatos indicarem.'”

O Sexto Grande Axioma – Da Mobilidade

O Sexto Grande Axioma Da MobilidadeAcompanhado do Nono Axioma Menor “numa operação que não deu certo, não se deixe apanhar por sentimentos como lealdade ou saudade” e do Décimo Axioma Menor “Jamais hesite em sair de um negócio se algo mais atraente aparecer à sua frente”, o Sexto Grande Axioma diz que devemos evitar lançar raízes.

Digamos que você seja um trader, ou punter, que prefere trabalhar nos grandes europeus. Em uma determinada amostra, você percebe que o Barcelona te trouxe um prejuízo acumulado de 200 dólares. Nesta situação o apostador pode sentir que o Barcelona lhe deve 200 dólares e tenta a todo custo recuperar este saldo devedor em novos jogos da equipe catalã e o que acontece em seguida pode ser mais uma série de prejuízos. Evite investir onde você não obtêm bons resultados, mesmo que seja uma daquelas equipes fantásticas que dá gosto de ver jogar.

O Décimo Axioma Menor reforça o artigo Team Speak do Clube da Aposta – Ferramenta grátis para trabalhar em equipe. Por lá, falamos sobre o quão precioso é obter informações sobre jogos onde há uma probabilidade maior de acerto. Eu mesmo (Roberto) já abandonei alguns jogos pela metade pois outros usuários do TS informaram sobre possíveis oportunidades em outro jogo. Resumindo, se você está com um red de, por exemplo, 10%, e obtém informação sobre um outro jogo onde a probabilidade de ganhos é maior, abandone aqueles 10% e siga em frente. Seja uma águia!

O Sétimo Grande Axioma – Da Intuição

O Setimo Grande Axioma Da IntuicaoGunther diz que “só se pode confiar num palpite que possa ser explicado” e elenca três tipos de investidores. Os que tratam as suas intuições com desprezo, os de confiança indiscriminada e os de utilização seletiva. Segundo o autor, desprezar por completo a sua intuição não é algo aconselhável. É cientificamente comprovado que o nosso cérebro grava situações que inconscientemente nos trazem a solução de determinado problema. Já a confiança indiscriminada é algo como “sinto que o PSG vai ganhar essa partida” e apostar confiando apenas na intuição. Não precisamos sequer dizer o quanto isso é perigoso, não é?! A utilização seletiva “é o método de Zurique, por trás do qual está a ideia de que a intuição pode ser útil”.

Todos nós temos os nossos palpites intuitivos, pois somos carregados de informação. O que precisamos fazer é separar o joio do trigo. Analisar o que vale a pena, e o que não vale. Muita gente acreditava após perder de 4×0 para o PSG o Barcelona se classificaria na Champions League 2017. Alguns podiam explicar, outros não. Só aposte caso você consiga explicar, pela sua cabeça, o porquê de tal aposta ter valor esperado positivo. No caso, a Odd para a Classificação do Barça era superior à @10. Que bolada, não?

Inserido no Sétimo Grande Axioma, encontramos o Décimo Primeiro Axioma Menor, que diz: “Jamais confunda palpite com esperança”. Voltemos ao caso do jogo histórico Barcelona x PSG. Quando o placar atingiu o 3×1, só mesmo os apostadores com muita esperança é que seguiriam firmes em sua posição. É verdade que no futebol tudo é possível, mas como se explicaria uma aposta a favor do Barcelona nessas circunstâncias? Bom mesmo foi para quem entrou, mas convenhamos…

O Oitavo Grande Axioma – Da Religião e do Ocultismo

O Oitavo Grande Axioma Da Religiao E Do OcultismoAcompanhados do Décimo Segundo Axioma Menor “se astrologia funcionasse, todos os astrólogos seriam ricos” e do Décimo Terceiro Axioma Menor “não é necessário exorcizar uma superstição. Podemos curti-la, desde que ela conheça o seu lugar”, este Axioma traz uma reflexão um tanto quanto óbvia e resume-se à dizer que o sobrenatural e as apostas esportivas são uma mistura altamente perigosa.

O Nono Grande Axioma – Do Otimismo e do Pessimismo

O Nono Grande Axioma Do Otimismo E Do Pessimismo“Otimismo significa esperar o melhor, mas confiança significa saber como se lidará com o pior. Jamais faça uma jogada por otimismo apenas”.  Tudo o que nos traz uma sensação boa deve ser analisado com cautela. O Otimismo é o que nos dá conforto e esperança. Porém, no ambiente caótico do mercado onde tudo é incerto, confiar em posições baseado no otimismo é um perito iminente. Precisamos estar atentos à tudo e tomar decisões corretas e ser otimista demais, ou pessimista demais, pode atrapalhar. O Axioma diz que se você puder escolher, seja pessimista. O que o Clube te diz é que você precisa levar isso ainda mais a sério quando já está em prejuízo. Mais uma vez recomendamos o artigo da Prospect Theory. Lá você vai encontrar além do texto, um vídeo bem bacana 😉

O Décimo Grande Axioma – Do Consenso

O Decimo Grande Axioma Do ConsensoJuntamente com o Décimo Quarto Axioma Menor, que diz “jamais embarque nas especulações da moda. Com frequência, a melhor hora de se comprar alguma coisa é quando ninguém a quer”, o Décimo Grande Axioma recomenda: “Fuja da opinião da maioria. Provavelmente está errada”. Aqui nos permitimos discordar um pouco de Gunther (no que diz respeito às apostas esportivas e não à bolsa). A opinião da maioria deve ser respeitada e analisada, pois dela podemos extrair muita informação que nos ajuda a formar uma opinião. Aproveitamos pra fazer aquele jabá maroto da Betfellows, nossa plataforma de prognósticos colaborativos. 😀

O Décimo Primeiro Grande Axioma – Da Teimosia

O Decimo Primeiro Grande Axioma Da TeimosiaO melhor do Décimo Primeiro Grande Axioma vem, na verdade, com o Décimo Quinto Axioma Menor, que diz: “Jamais tente salvar um mau investimento fazendo ’preço médio’”. Ok, mas o que é “preço médio”? Este termo se refere à compra de mais papeis, ou mais posições, quando o preço sofreu uma alteração contra a sua posição. Vamos exemplificar. Você está trabalhando no jogo Milan x Juventus e acaba de fazer um Lay à Juventos. De repente, escanteio para a Juve e a Odd desce de @2.80 (Odd onde você fez Lay) para @2.70. Fazer preço médio é comprar mais à @2.70 para que se a Odd suba até, por exemplo, @2.75 caso não seja gol da Juve, você saia em lucro, ou zerado. Isso pode ser um erro enorme! É fato que a estratégia pode dar certo uma, ou cem vezes, mas você consegue perceber o risco embutido nesta operação? O mesmo pode acontecer quando há uma equipe superior em campo e em questão de minutos o cenário é se inverte: quem era pior, agora é melhor. O mercado reage e se você foi pego pela variação contra a sua posição, fazer “preço médio” é uma cilada, Bino!

O Décimo Segundo Grande Axioma – Do Planejamento

O Decimo Segundo Grande Axioma Do PlanejamentoViu só? Nem doeu! Chegamos ao último Grande Axioma e ao Décimo Sexto Axioma Menor. “Planejamentos a longo prazo geram a perigosa crença de que o futuro está sob controle. É importante jamais levar muito a sério os seus planos a longo prazo, nem os de quem quer que seja“ e “Fuja de investimentos a longo prazo” são respectivamente subtítulo do Grande Axioma e título do Axioma Menor. Aqui, Gunther diz que não se pode planejar um futuro que não se pode enxergar. O último Axioma é menos relevante para nós e trata de questões mais pessoais e de investimentos como, por exemplo, seguro de vida.

As considerações sobre os Axiomas de Zurique

As Consideracoes Sobre Os Axiomas De ZuriquePodemos dizer que o livro é de fácil leitura e que vale a pena dedicar algumas poucas horas para estuda-lo. Os ensinamentos deste material vão muito além da breve análise que fizemos aqui e podem gerar crescimento profissional e pessoal. É difícil dizer qual Axioma é mais relevante para as apostas e para o trading esportivo, então deixamos a discussão aberta à todos. E aí, aprenderam algo relevante com os banqueiros suíços? 😀

Escrito por

Autor
Roberto Tavares

Graduado em Tecnologia em Transporte Aéreo e especialista em logística. Torcedor de arquibancada, tem o futebol como a sua maior paixão, hobbie e faz do trading esportivo sua principal fonte de renda. Especialista nas match odds, aprofundou seus estudos neste mercado, mas atua com sucesso também nos mercados Under Goals e Correct Score. O Roberto é um nerd do trading.

> Veja outros artigos criados por Roberto Tavares

8 respostas para “Os Axiomas de Zurique e as apostas esportivas”

  1. Carlos disse:

    Desconhecia este tema dos axiomas, mas achei muito interessante a aplicação ao trading desportivo.
    Tenho acompanhado as vossas publicações e gosto da abordagem, em especial os aspetos de carater psicologico.
    Eu por exemplo embora me dedique bastante a “treinar”, ainda estou para encontrar a minha praia, não por falta de estratégias mas por falta de controlo.
    Também verifico que algumas apresentações vossas apresentam alguma complexidade, nomeadamente em probabilidades e estatistica.

    Obrigado por partilharem

    • RobertoTavares disse:

      Fala Carlos!!! Tudo certo cara?
      Primeiramente, perdão pela demora na resposta. Estamos trabalhando bastante na produção de conteúdo e também no desenvolvimento de ferramentas. Certamente os aspectos psicológicos são grande parte tanto do sucesso, como do insucesso de um trader. Se você estiver atento a isso e buscar a evolução constante, suas chances de ser bem sucedido aumentam em muito.
      Nós é que agradecemos pela contribuição!! Forte abraço! 😀

  2. Thiago RM disse:

    Percebo vocês trazendo relevância para este mundo. Sem soluções mágicas, muita honestidade e análises pautadas em estudos relevantes. Aprendi muito já e consegui reverter perdas por começar a pensar da melhor maneira.

    Tenho certeza que a caminhada de vocês será de sucesso. E torço para que a maioria perceba isso.

    Desejo mais análises deste tipo.

    Abs

    • RobertoTavares disse:

      Fala Thiago!!!

      Poxa, muito obrigado cara! A verdade é que – infelizmente – os artigos sobre aspectos psicológicos atraem muito menos tráfego pra cá. Se o vídeo fosse sobre a Técnica do XYZ, mesmo que a técnica fosse uma “M”, teríamos muito mais acessos. rsrsrsrsrs Apenas pessoas interessadas em realmente fazer disso algo sustentável é que dão importância pra conteúdos assim, então aproveito pra te parabenizar também!

      Logo logo vem mais conteúdo por aí!!! Abraços cara 😀

  3. Tiago disse:

    Bacana demais a análise, realmente nosso mercado tem várias semelhanças com a bolsa, e muito pode ser aproveitado.
    Comecei a ler também o Trading in the Zone. Apanhando como você no inglês, mas vamo que vamo.

    • RobertoTavares disse:

      Bueenas Tiago! 😀
      E se tem, meu velho! Dá pra aproveitar muita coisa de lá. Inclusive, boa parte dos traders que eu conheço já operaram na bolsa. O Nettuno é um exemplo. Bora terminar esse Trading in The Zone pra publicar um conteúdo bacana aqui e a gente poder trocar umas ideias 😀

      Abraços cara!!

  4. Sensacional, verdadeira aula! Serve pra bolsa, serve para o Futebol!

    • RobertoTavares disse:

      Fala Helmiro!!! Muito obrigado cara! Exatamente: se é sobre investimento, é sobre trading 😉

      Abraços!

Deixe uma resposta

Recomendados para você

Newsletter
Newsletter

Receba o melhor conteúdo sobre Apostas Esportivas On-line direto na sua caixa de email