Clube da Aposta Clube da Aposta menu  

Power Ranking: o que é e como criar essa ferramenta de apostas?

Autor
Por Jonas Caetano

Faça parte da maior comunidade de apostas on-line do Brasil

O Power Ranking de uma competição é um fator muito importante na hora de analisar uma partida de futebol. Ele nos dá a noção da força das equipes, ou seja, o quanto uma equipe é mais forte tecnicamente em relação a outra equipe.

Além disso, por meio do Power Ranking, é possível estimar o que esperar de uma determinada partida. Portanto, com essa ferramenta podemos entender se será uma partida equilibrada ou com um determinado grau de favoritismo para uma das equipes.

Você gostaria de ser um apostador profissional?

Para quem leva a sério, as apostas esportivas podem se tornar uma excelente fonte de renda. Se você tem esse objetivo, nós temos uma oportunidade especial no Curso Punting Avançado. Nele, você pode aprender tudo sobre as apostas profissionais com o Jonas Caetano, um dos melhores apostadores brasileiros. Clique no botão abaixo para conhecer o treinamento:

Banner Curso Puting

Como funcionam as categorias do Power Ranking?

Como o próprio nome indica, o Power Ranking nada mais é do que um ranqueamento das equipes de uma competição de acordo com a força. Aqui, falamos então da qualidade técnica do elenco dessas equipes. Portanto, espera-se que boas equipes figurem na parte de cima, enquanto que as piores figurem na parte inferior do Power Ranking.

Para construir um bom Power Ranking, é de suma importância definir as categorias que farão parte do ranqueamento das equipes. Dependendo do tipo de campeonato, é recomendado de  3 a 5 categorias de classificação entre as equipes.

Por exemplo, se um campeonato tem a característica de ser bem disputado, com equipes que não possuem muita discrepância técnica entre si, é interessante utilizar 3 categorias no Power Ranking. Já se o campeonato possuir equipes que destoam da maioria, é mais interessante utilizar 5 categorias na criação do ranqueamento.

Além disso, é importante definir a nomenclatura das categorias. É possível utilizar o próprio alfabeto para categorizar as equipes de acordo com uma letra do alfabeto. Para um Power Ranking de 3 categorias, utilizam-se as letras de A, B e C. Já para um Power Ranking de 5 categorias, acrescentam-se as letras D e E.

Entendendo o funcionamento de um Power Ranking

Podemos citar como exemplo de campeonatos equilibrados o Brasileirão das séries A e B. Já para campeonatos não equilibrados podemos citar o Campeonato Francês, que possui todo ano a supremacia do PSG diante do restante das equipes.

As tabelas a seguir representam as categorias dos Power Rankings e os critérios para categorizar as equipes.

Categorias Power Rankings 1
Categorizacao Power Ranking Campeonatos Nao Equilibrados 1

Como definir sub-categorias no Power Ranking?

Após definir as categorias de um Power Ranking, é possível definir também sub-categorias para realizar ajustes mais precisos e ranquear as equipes com maior exatidão. Vamos supor que duas equipes brasileiras disputam na parte de cima da tabela, só que uma delas tem um elenco mais qualificado. Com isso, ela é mais favorita ao título, enquanto que a outra equipe deve brigar somente por uma vaga na Libertadores.

Apesar de ambas as equipes serem de mesma categoria, é evidente que uma equipe é ligeiramente superior a outra e deve, portanto, estar acima no ranqueamento. É por isso que existem as sub-categorias. Elas servem para definir os ajustes finos e criar um Power Ranking mais fiel à realidade. Assim, podemos definir categorias dentro de uma própria categoria — e elas são chamadas de sub-categorias.

Para as sub-categorias, pode-se definir sinais para diferenciar as equipes que figuram em uma mesma categoria. Apenas para ficar claro, podemos utilizar o exemplo anterior: a equipe mais favorita ao título receberia uma categoria A+, enquanto que a equipe que vai brigar somente pela vaga na Libertadores receberia uma categoria A-.

Para ser possível um bom ajuste das equipes no Power Ranking, recomenda-se a utilização de três sub-categorias. A utilização do sinal + para indicar melhores equipes na categoria, do sinal – para indicar piores equipes na categoria, ou também deixar sem sinal, indicando equipes que estão na média da categoria.

A tabela a seguir representa esse conceito e os critérios para sub-categorizar as equipes de uma mesma categoria:

Criterios Para Sub Categorias Power Ranking 2

A Relação das Categorias com o Favoritismo

A criação do Power Ranking é muito importante porque saber o ranqueamento das equipes no campeonato ajuda o apostador a entender melhor o grau de favoritismo de uma partida. Por exemplo, um jogo entre equipes de mesma categoria tende a ser uma partida mais equilibrada, sem claros favoritos. Já uma partida entre equipes com uma categoria diferente já apresenta um grau maior de favoritismo. E, para partidas entre equipes com duas ou mais categorias de diferença entre si, o favoritismo da equipe melhor categorizada é considerável.

A tabela a seguir representa essa relação:

Relacao Categorias Favoritismo 2

Além disso, a grande maioria das metodologias de precificação de Linhas e Odds Justas utiliza como início a própria categorização do Power Ranking. Por exemplo, o apostador define uma linha justa inicial da partida baseado na diferença de categorias entre as equipes e, a partir dela, ele vai acrescentando os outros fatores de análise. São exemplos disso:

  • Mando de Campo
  • Necessidade de Vitória
  • Forma
  • Shape
  • Escalações
  • Notícias

Assim, usando desses fatores, o apostar vai moldando essa linha para chegar na sua precificação para a partida. Assim, entender bem o conceito de Power Ranking é primordial para começar a precificar e definir metodologias de Linhas Justas de forma mais eficiente.

Como usar o Power Ranking nas suas apostas?

Como vimos nesse artigo, o Power Ranking é uma ferramenta muito útil para os apostadores na hora de fazer uma análise pré-live. A partir dele, é possível estimar o grau de favoritismo esperado em uma partida, bem como iniciar uma precificação e definição de uma linha justa de Handicap para a partida.

Outro ponto interessante é que o apostador pode ir moldando o Power Ranking ao longo do campeonato. Ou seja, de acordo com o desempenho das equipes o ranqueamento pode mudar. Por exemplo, vamos supor que uma equipe está cotada para brigar na parte de baixo da tabela. Assim, ela inicia com uma Categoria C.

No entanto, ao longo do campeonato, o futebol apresentado por essa equipe é bom e surpreendente. Assim, pode-se alterar a categoria da equipe para C+, B- ou B, de acordo com o entendimento do apostador diante da evolução da equipe no campeonato.

Se vocês gostaram de conhecer essa ferramenta, fica o convite para conhecer o Curso Punting Avançado. Nele, eu explico muito mais sobre a classificação dos times, além de precificar partidas de futebol para ter apostas de valor. Caso queira conhecer o treinamento, é só clicar no banner abaixo.

Você gostaria de ser um apostador profissional?

Para quem leva a sério, as apostas esportivas podem se tornar uma excelente fonte de renda. Se você tem esse objetivo, nós temos uma oportunidade especial no Curso Punting Avançado. Nele, você pode aprender tudo sobre as apostas profissionais com o Jonas Caetano, um dos melhores apostadores brasileiros. Clique no botão abaixo para conhecer o treinamento:

E vocês? Quais fatores levam em consideração na hora de categorizar as equipes em um Power Ranking? Deixem aqui embaixo seus comentários e as dúvidas sobre o tema.

Quer Aprender Mais Sobre Apostas Esportivas Power Ranking

Escrito por

Autor
Jonas Caetano

Formado em Engenharia Física e amante dos esportes, conheceu o mundo das apostas esportivas em 2017 e, desde então, atua como apostador de futebol e basquete brasileiros. Além disso, cria conteúdo relacionado às apostas visando ensinar o método de apostar com valor para a comunidade.

> Veja outros artigos criados por Jonas Caetano
Newsletter
Newsletter

Receba o melhor conteúdo sobre Apostas Esportivas On-line direto na sua caixa de email