Clube da Aposta Clube da Aposta menu  

Apostar em cavalos • Como fazer suas apostas nos cavalos pela 1ª vez

Autor
Por Jorge Alves

Faça parte da maior comunidade de apostas on-line do Brasil

Apostar em cavalos é um dos mercados que mais dinheiro movimentam nas casas de apostas e nas exchange (bolsas de apostas), sendo fonte de rendimento para muitos apostadores e traders pelo mundo fora. Mas, nesse primeiro momento, vamos focar as nossas atenções especialmente nas corridas britânicas e irlandesas, isto porque são as que mais facilmente vamos ter acesso online e porque as casas de apostas focam especialmente nestas corridas, fornecendo mais mercados e apostas variadas. Nesse primeiro artigo, você vai aprender tudo o que precisa para fazer suas apostas nos cavalos pela 1ª vez.

Como apostar em cavalos pela 1ª vez

Nas apostas nos cavalos temos que inicialmente escolher no que vamos apostar, isto não quer dizer em que cavalo vamos arriscar nosso dinheiro, mas, sim, em que acontecimento vamos apostar. Para isso temos diversas opções disponíveis das quais se destacam:

  • WIN – apenas ganhamos quando na nossa seleção está o cavalos vencedor, apenas um cavalo ganha a corrida e os restantes perder;
  • PLACE – é o mercado dos colocados, ou seja, da posição/pódio, vencemos se a nossa seleção for um cavalo que esteja nos cavalos colocados para o pódio, variando o número de lugares consoante o número de corredores na corrida, quantos mais cavalos na corrida mais lugares no pódio disponíveis;
  • E/W – chamada Each-Way, é como se fosse composta por duas apostas conjuntas, uma delas no WIN e outra no PLACE, por exemplo, ao fazermos uma aposta de 10$ no E/W automaticamente estamos a fazer uma aposta de 5$ no WIN na cotação estabelecida no momento e uma posta de 5$ no PLACE também na cotação estabelecida no momento. Ou seja, se o “nosso” cavalo ganhar a corrida, automaticamente ganhamos a aposta feita no WIN e no PLACE, se o “nosso” cavalo não ganhar a corrida, mas fizer a posição, perdemos os 5$ do WIN mas ganhamos a aposta do PLACE, perdendo apenas os nosso 10$ quando o “nosso” cavalos não faz pelo menos a posição.

Lugares pagos no PLACE e E/W dependendo do número de “runners”, ou seja, do número de cavalos que vão correr:

Corridas de cavalo sem Handicap

2 a 4 cavalos: só 1º lugar (Place’s ou EW inexistentes)
5 a 7 cavalos: 1º e 2º classificados;
8 ou mais cavalos: 1º, 2º e 3º classificados.

 

Corridas de cavalo com Handicap

2 a 4 cavalos: só 1º lugar (Place’s ou EW inexistentes)
5 a 7 cavalos: 1º e 2º classificados
8 a 15 cavalos: 1º, 2º e 3º classificados
16 ou mais cavalos: pagos em place os 1º, 2º, 3º e 4º classificados

Diferença entre apostar em cavalos e fazer trading nos cavalos

Para os apostadores punters, facilmente podem escolher o mercado que mais lhe interessar, mas no caso dos traders as coisas não funcionam da mesma forma, uma vez que dependem da liquidez que os mercados têm para oferecer. Se você não sabe ainda o que é o Trading na Betfair, clique no link anterior e aprenda com a gente.

Como tal, o mercado em que grande parte dos traders faz as suas operações é o mercado WIN, seguido do mercado PLACE onde a liquidez já é consideravelmente reduzida. Em nosso próximo artigo, iremos finalmente dar início ao Horse Trading: o Trading em corrida de cavalos, mas antes de chegarmos lá é preciso entender também os tipos de corridas que iremos trabalhar.

Para apostar em cavalos convém estar um pouco por dentro do desporto em si, para assim aumentarmos a confiança nas nossas apostas e por sua vez ser mais lucrativos. Vamos então falar sobre os principais pontos que diferem de corrida para corrida.

Tipos de corridas de cavalo

Flat

São corridas sem obstáculos em que é privilegiada a velocidade, acontecendo tanto em circuito como em linha reta, dependendo da distância da corrida. Elas existem todo o ano, mas a sua época é de Abril a Outubro, onde são muito mais constantes. Os cavalos nestas corridas saem de umas espécie de jaulas que abrem exatamente todas ao mesmo tempo, que são as denominadas “gates”.

Dentro das corridas Flat temos dois subtipos:

  • Turf: são corridas que ocorrem em terreno relvado, geralmente apenas nos meses quentes;
  • AW (All-Weather): corridas que acontecem num terreno de terra, areia ou sintético, estas corridas ocorrem todo o ano, mesmo quando estamos sobre condições “extremas” meteorológicas ;

Jump

São corridas com obstáculos onde é privilegiada a técnica de salto e a resistência uma vez que são corridas muito mais longas. A sua principal época é de Outubro a Abril, que são os meses em que as temperaturas são mais baixas.

Dentro das corridas de saltos temos três subtipos, dois deles muito mais frequentes que o outro:

  • Hurdle: são corridas com em que os saltos são bastante mais fáceis de serem transpostos, sendo os menos propícios a quedas, uma vez que muitas vezes quando os cavalos chocam com a barreira, a própria barreira cede e o cavalo não cai;
  • Chase: são as denominadas “Fences”, que são barreiras muito mais altas e consistentes, geralmente quando o cavalo bate na barreira é ele que acaba por cair, ficando a barreira intacta. São barreiras mais difíceis de serem transpostas e que criam muito desgaste aos cavalos;
  • XC: são corridas que geralmente só ocorrem em eventos especiais, normalmente não vão encontrar corridas destas no dia a dia, poucas vezes no ano acontecem. São corridas em que as barreiras são praticamente todas diferentes umas das outras, em que algumas acabam mesmo por ser saltos, relevos de terreno, declives, barreiras de madeira, arbustos, etc…

Estado do Terreno (Going)

O estado do terreno é uma condicionante que interfere bastante no desempenho dos cavalos durante a corrida, sendo este um fator condicionado pela qualidade do terreno e pelas condições climática em constante mudança, variando de dia para dia e mesmo durante o mesmo dia pode sofrer alterações.

Como falei em cima os circuitos “All-Weather” estão ativos durante todo o ano pelo seu particular terreno que como o nome indica aceita facilmente todas as condições climática e praticamente não variam de estado e geralmente estão categorizados como “Standard”.

  • Hard: piso muito duro e seco, acontece poucas vezes;
  • Firm: piso firme e seco;
  • Good to Firm: piso seco.
  • Good: bom piso;
  • Good to Soft: bom piso ligeiramente molhado e macio;
  • Soft: piso molhado, macio, lento;
  • Heavy: piso molhado quase encharcado, muito lento.

Distâncias das corridas

Nas apostas em cavalos a unidade métrica usada para calcular a distância das corridas é o “furlong”, contudo quando a distância da mesma é superior a 8 furlongs passamos a fazer essa medição em milhas, ou seja, por exemplo uma corrida com 14 furlongs dizemos que tem 1 milha e 4 furlongs (1m4f), isto para dizer que 1 milha = 8 furlongs. Muitas vezes ainda vão aparecer os “yards” que servem para fazer pequenos ajustes nas distâncias quando elas não são milhas nem furlongs exactos, por exemplo, 7f ½ significa que é 7f100y.

Medidas e correspondências:

  • m = milha: 1609 metros;
  • f = furlongs: 201 metro;
  • y(ou yds) = yards: 0,91 metros.

As corridas Flat geralmente vão de 5f até 16f=2m, sendo consideradas corridas curtas, uma vez que são corridas de “sprint”. As corridas Jump vão em regra geral de 2m até 4m5f, esta maior distância no famoso Grand National, sendo estas corridas de resistência.

Ainda podemos dizer que se engloba dentro do ponto das distâncias, o termo “lenght” usado para definir a distância que os cavalos levam entre si na corrida, 1 lenght significa 1 comprimento, ou seja, distância aproximada de uma cavalo da cauda até ao focinho. Por exemplo, dizer que o cavalo X ficou em 2º lugar a 1/2 lenghts do cavalo que ficou em 1º, significa que acabou a meio cavalo de distância do primeiro classificado.

Classificação das corridas

A British Horse Racing Authority (BHA) é responsável por avaliar a capacidade de cada cavalo individual com base em suas performances durante a corrida, expressando essa avaliação sob a forma de um rating oficial (OR) que é atribuído a cada cavalo. Isto além de ajudar a criar um sistema de classificação, também auxilia com a elaboração de corridas mais competitivas. Essa classificação é feita segundo quanto peso um determinado cavalo leva sem influenciar o seu desempenho na corrida, o chamado Handicap (Hcap). Um ponto de classificação equivale a uma libra de Handicap.

Vamos então dividir a classificação por tipo de corrida.

Classificação em Corridas de cavalo FLAT

Group 1, Group 2 e Group 3: São as corridas de mais alto nivel no Reino Unido, decrescendo de nivel de 1 para 3, em que podemos considerar estas corridas as “Ligas dos Campeões”.

Listed: Corridas que englobam cavalos logo abaixo das Group, podendo ser de handicap ou non-handicap.

Conditions Stakes: Corridas para as quais o peso é determinado pela idade e sexo do cavalo, em vez de ser pela classificação oficial.

Classified Stakes: Corridas para cavalos que correram pelo menos três vezes ou correram duas vezes com pelo menos uma vitória.

Maiden: É nestas corridas que a maioria dos cavalos começam a carreira, sendo corridas de cavalos que nunca ganharam uma corrida e na sua maioria cavalos com 2 anos de idade. Qualquer cavalo que ganha uma Maiden recebe automaticamente uma classificação que o envia para as corridas de Handicap.

Auction Maiden: Corridas para cavalos que vão a leilão, tendo um valor especifico como limite.

Nursery: Corridas para cavalos de dois anos.

Maiden Handicap: Para Maiden com três anos ou mais, com uma classificação máxima de 70, em que cada cavalo deve ter corrido no mínimo quatro vezes.

Novice: Apostas em cavalos com dois ou três anos de idade que não ganharam mais de duas vezes.

Claiming Stakes: Corridas em que o BHA define o handicap máximo que um cavalo pode carregar e tambem definem um preço máximo e mínimo para a corrida. Os donos definem então um peso que o seu cavalo deve carregar, existe uma penalidade no entanto, para cada libra abaixo do peso máximo, havendo uma diminuição correspondente no preço a receber no final.

Seller: O vencedor é oferecido para leilão público no final.

Aprentice: Restrito aos jockeys aprendizes.

Amateurs: Restringido a jockeys amadores.

Ladies: Restrito a jockeys mulheres amadoras e aprendizes.

Gentleman: Restrito aos jockeys amadores do sexo masculino

Handicaps: Corridas onde o peso transportado pelo cavalo é determinado pela classificação oficial atribuida ao animal. As corridas Handicaps são agrupados em classes, sendo a classe um para os de rating mais elevado e a classe sete para os mais fracos.

Classes 1:  Listed Handicaps para cavalos classificados 96-110 +.
Classe 2: As faixas de classificação para esta classe são 86-100, 91-105 e 96-110.
Classe 3: A faixa de classificação para esta classe é 76-90 e 81-95
Classe 4: Para cavalos classificados entre 66-80 e 71-85
Classe 5: Para cavalos classificados entre 56-70 e 61-75
Classe 6: Para cavalos classificados entre 46-60 e 51-65.
Classe 7: Geralmente estas corridas nem são transmitidas, e são para cavalos com classificação de 0-45.

Classificação em corridas de cavalo JUMP / SALTOS

Assim como nas corridas Flat, as corridas de Saltos (National Hunt) também sofrem divisões por qualidade, as classes, sendo a Class 1 os melhores cavalos e a Class 6 os mais fracos. A divisão é feita da seguinte forma:

Class 1: Grade 1, Grade 2 e Grade 3 e ainda Listed Races;
Class 2: Open Handicaps and Handicaps 0-140+;
Class 3: Handicaps 0-120 e 0-135 e também Novice Handicaps 0-120 e 0-135;
Class 4: Handicaps 0-100 e 0-115 e também Novice Handicaps 0-100 e 0-115
Class 5: Handicaps 0-85 e 0-95 e também Novice Handicaps 0-85 e 0-95
Class 6: National Hunt Flat Races and Hunter’s Steeplechases

Existem varios tipos de corridas entre estas classes de cavalos, proporcionando o BHA oportunidade a todos os cavalos de correrem. Podemos ver a partir dos tipos de corridas que há corridas para todos os tipos e categorias:

Graded: São nestas corridas que podemos ver os cavalos mais fortes correr, equivalente às Group Races nas Flat.

Listed: Corridas de cavalos logo abaixo das Grade.

Handicap Hurdle/Chase: Como nas  corridas Flat o peso a transportar é definido pela classificação oficial do cavalo.

National Hunt Flat (NHF): Corridas Flat geralmente com distância de 2 milhas ou aproximado. Restringido a cavalos de 4 a 6 anos que ainda não tenham feito nenhuma corrida ou estejam a iniciar-se. Se for na Irlanda a sigla é INHF.

Maiden Hurdle/Chase: Para cavalos que ainda nunca ganharam uma hurdle/chase race.

Novice Hurdle: Apenas para cavalos que ainda não tenha ganho uma hurdle race antes do início da temporada atual.

Beginner Chase: Apenas para cavalos que ainda não tenha ganho uma chase race antes do início da temporada atual.

Juvenile Novice Hurdle: Corrida Hurdle restrita a cavalos de três anos no início da temporada atual.

Novice Handicap: Apenas para cavalos que, antes do início da temporada atual, não tinha ganho ainda nenhuma corrida.

Hunter Chase: Como o próprio nome indica estes cavalos serão utilizados como cavalos de caça no ano em curso.

Conditional Jockeys: Equivalente ao Aprentice jockey, apenas para jockeys aprendizes.

Amateurs: Para jockeys amadores apenas.

Claiming Stakes: O peso que o cavalo leva é equivalente ao preço que lhe é atribuído ou pedido pelo vendedor. Os cavalos podem ser comprados por outros proprietários no final da corrida.

Selling Hurdle/Chase: Corridas de classe baixa em que o vencedor é dado para venda no final da corrida.

Preparado para fazer suas apostas nos cavalos?

Introdução às Apostas EsportivasCom esse verdadeiro glossário ficou muito mais simples apostar em cavalos, não é mesmo? Salve esse artigo nos seus favoritos e consulte-o quantas vezes achar necessário. Verá que em muito pouco tempo todos esses conceitos serão rapidamente absorvidos por você desde que sejam colocado em prática. Agora que aprendemos os fundamentos das apostas nas corridas de cavalo podemos seguir em frente e começar a abordar o Horse Trading: Como fazer trading em cavalos. Mas antes disso, lembre-se que para fazer trading será necessário uma conta na Betfair, e se você ainda não possui uma é só clicar no banner abaixo:

Lembre-se que são esses cliques que permitem que artigos como esse sejam feitos e que possamos prestar o melhor suporte possível para as dúvidas que certamente virão. ;)

Falando nisso, antes de seguirmos em frente, quais são suas dúvidas, críticas ou comentários?

Cursos

Escrito por

Autor
Jorge Alves

O meu nome é Jorge Alves, tenho 26 anos, sou natural de Miranda do Douro e actualmente vivo em Aveiro, Portugal. Estudava Engenharia Informática quando descobri o trading desportivo, que se tornou aquilonque amava fazer, agora dedico-me exclusivamente a esta actividade (Trading), mais especificamente ao mercado de Horse Racing (Corridas de Cavalos), UK e IRL. Neste momento sou o membro responsável pelo conteudo relacionado com as Corridas de Cavalos do Clube da Aposta e tambem pelo projecto Horse Race Trader onde partilho mais sobre o meu trabalho como trader de Corridas de Cavalos.

> Veja outros artigos criados por Jorge Alves

Recomendados para você

Newsletter
Newsletter

Receba o melhor conteúdo sobre Apostas Esportivas On-line direto na sua caixa de email

Gosta de Trading?

Se você gosta do conteúdo do Clube, nosso principal canal para te ajudar é nossa lista VIP de emails. Sempre com dicas, artigos, vídeos, ebooks e cursos. Seja o primeiro a receber, cadastrando-se abaixo:

x